Itens filtrados por data: Novembro 2018



Você conhece tudo o que a ACIP/CDL pode oferecer a você, associado? São dezenas de vantagens que as empresas que fazem parte do nosso sistema podem usufruir, entre elas: Consultas ao SPC; Cartão Brasil Card; Certificado Digital; Correspondente Bancário para linhas de crédito do BDMG; Rede de Comércio Protegido e Rede de Monitoramento Compartilhado; Convênios Médicos; Unimed/Uniben; Assessoria Jurídica, Descontos em faculdades de Ponte Nova e Viçosa, além de inúmeras campanhas de incentivo às vendas e capacitações/cursos/treinamentos.


Quer saber mais? Confira aqui a apresentação com tudo que a entidade oferece e aproveite os benefícios!

 

 

 

 

 

 

Publicado em Notícias



Segundo estimativa do Departamento de Estudos Econômicos da Fecomércio/MG, até o final do ano devem ser injetados na economia de Ponte Nova cerca de R$ 59,57 milhões em consequência do pagamento do 13º salário. O montante previsto é 4,76% superior ao observado na estimativa de 2017, quando o esperado para o 13º era de R$ 56,86 milhões.


O levantamento apontou ainda o destino desse dinheiro. Em números redondos, ficou assim: R$ 28,1 milhões para pagamento de dívidas (47,2%); R$ 13,7 milhões para consumo (23%); R$ 10 milhões para “outros” (16,8%) e R$ 7,7 milhões para poupança (13%).


Números do Estado


Em Minas Gerais, a expectativa é que sejam injetados na economia cerca de R$ 17,6 bilhões com o 13º salário. A estimativa, que inclui em torno de 9,2 milhões de trabalhadores mineiros do mercado formal e beneficiários da Previdência Social, representa aproximadamente 3,1% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado. O montante previsto é 4,9% superior à estimativa de 2017. Deste valor, segundo o levantamento, 47,2% será para pagamento de dívidas, seguido por consumo (23%), outros (16,8%) e poupança (13%).


 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado em Notícias



Após reconhecer prática da “indústria do dano moral”, o juiz de Direito Fernando Kendi Ishikawa, do JEC de Colíder/MT, negou a uma consumidora indenização por suposta negativação indevida por dívida com a empresa de telefonia Vivo. A autora e seu advogado acabaram condenados solidariamente a arcar com custas e honorários, bem como com multa por litigância de má-fé.


A autora ingressou com ação alegando que não possui relação jurídica com a empresa e que desconhecia a origem do débito que originou sua negativação, tendo sido indevida a inclusão no cadastro de inadimplentes. Ao analisar, a juíza leiga Luciana Gomes de Freitas considerou que a empresa de telefonia não conseguiu comprovar a dívida, razão pela qual deveria indenizar a consumidora pela negativação indevida.


Mas o projeto de sentença não foi homologado pelo magistrado. Ao analisar a demanda, ele observou que é crescente o uso do Poder Judiciário para chancelar atos criminosos – sobretudo nos juizados especiais, onde não é preciso pagar custas ou despesas processuais. Apontou ainda que a inversão do ônus da prova muitas vezes é usado como instrumento de abuso por alguns consumidores, que se aproveitam da impossibilidade material de algumas empresas de se defenderem de forma articulada em todas as comarcas do país. É o que se denomina “indústria do dano moral”, segundo o juiz.


O magistrado ainda destacou as altas cargas tributárias do país e os desafios dos empresários, que, além de tudo, têm de se preparar para se defenderem de ações inidôneas propostas perante os juizados especiais.


Indústria do dano moral


O juiz destacou que, recentemente, deparou-se com o fenômeno da “indústria do dano moral” funcionando em nível de organização em âmbito estadual, agentes associados com divisão específica de tarefas. Há, inclusive, mensagens circulando em redes sociais para divulgar serviços de "limpeza de nome" nos cadastros de inadimplentes.


No caso em análise, o juiz observou que o mesmo advogado tem centenas de ações tramitando perante diversos juizados especiais do Estado do MT, “certamente contendo petições iniciais idênticas a esta”.


Mérito


No mérito, o juiz de Direito entendeu que os pedidos da autora não merecem ser acolhidos. Embora não tenha exibido contrato, a empresa de telefonia demonstrou que a autora foi sua cliente porque efetuou pagamento de inúmeras faturas entre os anos de 2014 e 2016 sobre três diferentes linhas telefônicas.


Constatada a fraude, a mulher, bem como seu advogado, solidariamente, foram condenados ao pagamento de multa por litigância de má-fé no importe de 10% do valor da causa, que é de R$ 10.440,00 – sendo R$ 440 o valor da dívida da consumidora com a empresa, e R$ 10 mil o pedido de reparação pelos danos morais. Eles também devem arcar com as custas e despesas, além de honorários advocatícios de 15% do valor da causa.


Após o trânsito em julgado, o juiz determinou que sejam certificados o Tribunal de Ética da OAB do Estado, a corregedoria-Geral de Justiça e os juizados especiais das demais cidades onde há demandas do mesmo advogado.


Fonte: www.jornaljurid.com.br

 

 

 

 

 

 

Publicado em Notícias


O leite foi o alimento com maior baixa de outubro para novembro



Depois de subir de R$ 264,61 em setembro para R$ 297,33 em outubro, a cesta básica de novembro se manteve estável e registrou uma leve queda em relação ao mês anterior. O valor da cesta fechou em R$ 295,72, variando apenas -0,5% em relação a outubro.


Os produtos que tiveram maiores altas foram a batata (58%) e o óleo de soja (6,58%). E os produtos que tiveram maiores baixas em seus preços foram a banana (-7,2%), o pão francês (-8,25%) e o leite (-12%).


Um trabalhador que recebe um salário mínimo precisa trabalhar 68 horas no mês para adquirir a cesta, que corresponde a 31% do valor do salário mínimo (R$ 954,00). A renda que sobra para o restante das despesas é de R$ 658,28.


A cesta básica de alimentos é calculada pela Faculdade Dinâmica em Ponte Nova, em parceria com a ACIP/CDL, e segue as normas do Dieese, que é o departamento responsável pela pesquisa da cesta básica nacional. A cesta é composta por 13 alimentos: açúcar, arroz, banana, batata, café, carne, farinha de trigo, feijão, leite, margarina, óleo de soja, pão francês e tomate.

 

 


 

 

 

 

 

 

Publicado em Notícias



Na noite desta quarta-feira (05/12), a ACIP/CDL promoveu a 2ª edição do “Happy Hour Empresarial”. O evento reuniu dezenas de empresários, gestores e colaboradores de variadas empresas associadas.


O objetivo do evento é provocar a interação entre empresários e criar novas possibilidades de negócio. Houve também um momento para que cada um pudesse falar sobre suas empresas e sobre os produtos/serviços oferecidos. A ACIP/CDL também explanou aos associados presentes sobre sua rotina de trabalho. O presidente Noêmio Gomes Fernandes esteve presente no evento, assim como o futuro presidente, Cochise Saltarelli Martins.


As empresas que enviaram participantes nesta primeira edição do Happy Hour Empresarial foram:


- Apache Imóveis

- BCM Advocacia
- Beira Rio Tintas
- Cia da Moda
- Depósito de Fumo São João
- Folha de Ponte Nova
- GF Soluções Educação Corporativa
- GGBC
- HML Agropecuária
- Pegadas Calçados
- Pontal Engenharia
- Posto Pacheco
- Posto Pracinha
- Rádio Ponte Nova
- Sonho de Mãe


 

 

 

 

 

 

Publicado em Notícias


Cochise Saltarelli Martins (à esquerda) irá suceder Noêmio Gomes Fernandes


Na última sexta-feira (30/11), aconteceu a votação para a eleição da Associação Comercial e Industrial de Ponte Nova e da Câmara de Dirigentes Lojistas de Ponte Nova (ACIP/CDL) para o biênio 2019/2020.


Com chapa única, o próximo presidente será Cochise Saltarelli Martins, atual diretor de Patrimônio e proprietário da Apache Imóveis. Ele entrará no lugar de Noêmio Gomes Fernandes, que fica à frente das instituições de 2015 a 2018. O mandato de Cochise começa no dia 1º de janeiro de 2019.


Cochise será o 14º presidente da história da ACIP. Antes dele, já passaram pelo cargo máximo da entidade: Adriano Fonseca (1938-1941), Pio Gonçalves Penna (1941-1983), José Mucci Daniel (1983-1984), Roberto Abrahim Gazire (1984-1990), Gastão Ferreira dos Santos (1990-1992), Prudêncio José Ribeiro Sette (1992-1993), Geraldo Messias (1993-1997), Gilmar Pinto de Oliveira (1997-1999), Adão Adilson Bombassaro (1999-2003), Afonso Mauro Pinho Ribeiro (2003-2007), Sérgio Marques Cordeiro (2007-2010), Júlio Assis Sales (2011-2014) e Noêmio Gomes Fernandes (2015-2018).


Confira abaixo a diretoria completa da ACIP e da CDL para o biênio 2019/2020


DIRETORIA ACIP
Presidente: Cochise Saltarelli Martins
1º Vice-Presidente: Antônio Carlos Martins Brandão
2º Vice-Presidente: Marta Lemos de Souza Milbratz
Secretário Geral: Noêmio Gomes Fernandes
Diretor Financeiro: Afonso Mauro Pinho Ribeiro
Diretor de Patrimônio: Júlio Assis Sales
Diretor de Relações Públicas: Desidério Custódio Guimarães

Diretores Executivos
Carlos Bartolomeu
Gilmar Pinto de Oliveira
João Lúcio Barreto Carneiro
Sérgio Marques Cordeiro

Conselho Consultivo
Cochise Saltarelli Martins
André Luiz Lawrence Leite
Daniel de Araújo Castro
Daniel Fontes Ramos
Darlene de Barros Raimondi
Eduardo Milbratz
Fernando Jorge Campos de Godoy
Gabriella Roldão Braz
Geraldo Bueno de Magalhães
Gilson José Xavier de Souza
João Carlos Bretas Leite
João Mattos da Silva
João Saraiva Lessa
Maria José Ribeiro dos Santos
Maria Rita da Silva Moreira
Mário César Laender
Renato França e Souza
Renato Pereira dos Santos
Rogéria Baptisteli Fernandes
Romeu Fúrfuro de Lacerda

Conselho Fiscal Efetivo
Domingos Sávio Caríssimo
Francisco Augusto de Castro Gomes
Lucio Flávio Barbosa Bartolomeu

Conselho Fiscal Suplente
Adão Adilson Bombassaro
José Alberto Murad
Lauriano Carneiro Monteiro


DIRETORIA CDL
Presidente: Cochise Saltarelli Martins
1º Vice-Presidente: Marta Lemos de Souza Milbratz
Vice-Presidente Administrativo Financeiro: Afonso Mauro Pinho Ribeiro
Vice-Presidente de Produtos e Serviços: Darlene de Barros Raimondi
Vice-Presidente de Tecnologia: Sérgio Marques Cordeiro
Vice-Presidente Comercial e de Expansão: Gilmar Pinto de Oliveira
Vice-Presidente de Comunicação e Eventos: Lauriano Carneiro Monteiro
Vice-Presidente de Assuntos Públicos e Municipais: Noêmio Gomes Fernandes
Vice-Presidente de Assuntos de Preservação do Meio Ambiente: Antônio Carlos Martins Brandão
Vice-Presidente de Assuntos Jurídicos: Domingos Sávio Caríssimo
Vice-Presidente de Assuntos Econômicos: José Alberto Murad

Conselho Fiscal Efetivo
Adão Adilson Bombassaro
Francisco Augusto de Castro Gomes
Júlio Assis Sales

Conselho Fiscal Suplente
André Luiz Lawrence Leite
Eduardo Milbratz
João Mattos da Silva


Parte dos associados que contribuíram com seus votos na eleição 

 

 

 

 

Publicado em Notícias


 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado em Notícias
Terça, 04 Dezembro 2018 11:38

Começou a Campanha Natal Premiado 2018!



Foi dada a largada! Desde a última sexta-feira (30/11), dezenas de lojas de Ponte Nova já estão com os cupons/seladinhas para entregarem aos seus clientes, dentro da campanha “Natal Premiado 2018”.


A cada R$ 50,00 (cinquenta reais) em compras, os clientes ganharão um cupom, que deve ser preenchido e depositado em uma das urnas da promoção para concorrer a dois grandes prêmios: uma moto Honda CG 125 FAN e um automóvel Fiat Mobi.


A grande novidade deste ano é que o cupom está em forma de “seladinha”, isto é, lacrado. Ao abrir um destes cupons/seladinhas, o cliente pode ainda ganhar um prêmio instantâneo. São 100 cupons/seladinhas premiadas, nos valores de R$ 100,00 (cem reais), R$ 300,00 (trezentos reais) e R$ 500,00 (quinhentos reais). Este valor será revertido em vale-compras, que pode ser usado em qualquer uma das lojas participantes da promoção. O valor total dos prêmios instantâneos é de R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais). O sorteio único (do carro e da moto) está agendado para o dia 5 de janeiro de 2019 (sábado), a partir das 11h, na Praça de Palmeiras.


Lista de lojas


Nos próximos dias, divulgaremos a relação completa de lojas participantes da promoção.

 

 

 

 

 

 

Publicado em Notícias

Clonagem de cartão de crédito é o golpe sofrido mais comum na praça

 

Com a chegada do fim de ano, criminosos aproveitam o aumento da circulação de consumidores nos centros de compras para realizar os mais diversos tipos de golpes. Um levantamento da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) estima que, em 12 meses até setembro deste ano, 7,8 milhões de brasileiros foram vítimas de fraude.


Os dados mostram que a maior parte das ocorrências (41%) está ligada à clonagem de cartão de crédito. Outros golpes mais comuns envolvem o uso indevido do nome para contratação de empréstimos (12%), utilização de documentos para abertura de crediário (10%) e pagamento de boletos falsos (10%). Há ainda pessoas que foram vítimas de clonagem de cartão de débito (7%), falsificação de cheque (7%) e clonagem de placa de veículo (7%).


Crimes como esses acabam causando sérios danos para o consumidor, que ao ter suas informações pessoais utilizadas indevidamente, sofrem não apenas prejuízos financeiros, como também ficam expostos a constrangimentos. Segundo a pesquisa, as principais consequências enfrentadas com ações fraudulentas são perda de tempo com processos burocráticos para regularizar a situação (32%), compras indevidas feitas em seu nome (29%) e negativação do CPF, que dificulta a realização de compras por meio do crédito (24%).


De acordo com o SPC Brasil, nos últimos cinco anos, em cada dez avisos de perda ou de furto de documentos protocolados no SPC Brasil, quatro foram feitos entre janeiro e março, período que coincide com o Carnaval, quando as pessoas geralmente viajam e participam de atividades com grande aglomeração.


SPC Alerta de Documentos


Um serviço que está à disposição dos consumidores é o ‘SPC Alerta de Documentos’. Em caso de perda, roubo, furto ou extravio de documentos pessoais, como CPF, talão de cheque ou cartão de crédito, por exemplo, basta apenas o consumidor comparecer pessoalmente até um balcão de atendimento do SPC Brasil (entre eles a ACIP/CDL) com o boletim de ocorrência em mãos.


Com isso, o risco de fraudes é reduzido, já que os estabelecimentos comerciais são informados da ocorrência, evitando os problemas decorrentes de ter seus dados pessoais utilizados por golpistas nas compras a prazo, quando são realizadas consultas no banco de dados do SPC para a concessão de crédito.

 

 

 

 

 

 

 

Publicado em Notícias



Na última quinta-feira (29/11), aconteceu o encerramento do 11º Encontro Empresarial Aprimorando Competências. Numa realização da ACIP/CDL e SEBRAE, centenas de pessoas compareceram ao Salão Nobre do Pontenovense FC para a terceira e última palestra da edição 2018 do evento.


Depois das palestras de Leandro Quintão e Emerson Duarte, o protagonista da última noite foi William Caldas. Especialista em vendas, William Caldas esteve presente em mais de 900 eventos nos últimos 10 anos, atingindo 100% dos Estados brasileiros, palestrando sobre temas como motivação, vendas, atendimento a clientes e liderança de equipes. Ele é ainda autor de 5 DVDs e coautor de 8 livros.


Além de falar sobre vendas, William Caldas explorou a era digital para mostrar aos participantes informações do que estamos vivendo atualmente. Ele usou muitos exemplos na prática e citou casos de sucesso para exemplificar os melhores caminhos para o aumento das vendas. O palestrante ainda fez algumas dinâmicas para interagir com o público.


O fim do evento teve ainda sorteio de brindes de empresas parceiras e um delicioso jantar de confraternização.

 

CONFIRA O ÁLBUM COMPLETO DE FOTOS DO EVENTO EM NOSSA FANPAGE
https://www.facebook.com/pg/acipcdl/photos/?tab=album&album_id=2272255833011117

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado em Notícias
Página 2 de 2

Onde estamos

Praça Getúlio Vargas, 19, Centro, Ponte Nova-MG - CEP: 35430-002

  • dummy (31) 3817-2492

  • dummy contato@acipcdl.com.br

  • dummy Seg à Sex das 8hs às 18hs

Desde 1938 unindo a classe empresarial de Ponte Nova

Newsletter

Receba os melhores conteúdos sobre a ACIP/CDL! Cadastre-se agora para receber nossa newsletter.
Fique tranquilo, odiamos spam! Seu e-mail está 100% seguro.
Please wait
© Copyright 2019. ACIP/CDL. Todos os direitos reservados.
Desde 1938 unindo a classe empresarial de Ponte Nova e região

Pesquisar